FUTEBOL BRASILEIRO

A  opinião  de Luciano Verra 

4 de junho de 2018 - Edição 284

Cumprida a nona rodada do campeonato, as posições vão ficando mais claras, de acordo com as expectativas gerais e com a qualidade das equipes. O Flamengo e o Grêmio assumem as duas primeiras colocações, não deixando dúvidas sobre suas reais possibilidades de disputa do título, com a equipe carioca momentaneamente mostrando ser superior. O problema é que, geralmente, os cariocas despencam no segundo turno do campeonato, principalmente em função da exaustão dos atletas. Só que neste ano, o intervalo da Copa poderá dar mais fôlego ao Flamengo, diante de um Grêmio que se sustenta na estabilidade.

Apesar do destaque dessas duas equipes, não podemos deixar de perceber uma distância de apenas tres pontos entre o segundo e o décimo primeiro classificados, o que, de certa forma, pode determinar novas inversões na tabela, conforme as equipes atuem dentro e fora de casa. É um campeonato super equilibrado, como nenhum outro no Mundo. Os paulistas, com exceção do Santos, que está mal apesar da goelada na última rodada, os mineiros, Internacional e Fluminense, não estão afastados da disputa e disputam pontos de igual para igual. Os momentos, assim como as arbitragens, poderão decidir em favor de um ou de outro.

O que já não se tem dúvidas, apesar de terem sido disputadas apenas nove rodadas, é sobre a luta contra o rebaixamento. Ceará, Paraná, Vitória e Bahia já se integraram nessa luta, mas podem ter a companhia, ainda, de outros. O Atlético Paranaense, com o esquema tático de Diniz aplicado a um plantel de poucas qualidades, vai perdendo pontos, mas sabemos que pode recuperar-se a qualquer momento. Resta saber o que se pode esperar de América, que tem conquistado os pontos de que precisa em casa, e do próprio Santos, muito frágil fora da Vila.

Luciano Verra