FUTEBOL BRASILEIRO

A  opinião  de Luciano Verra 

28 de julho de 2021 - Edição 285

Passadas doze rodadas do Brasileirão de 2021, ainda não se viu um futebol atraente, salvo pelas últimas exibições do Flamengo, sob o comando de Renato Gaúcho (Rogério Ceni deixou a impressão de ter entrado em conflito com o elenco), e do Palmeiras, este todavia um pouco mais instável sob o comando técnico do portugues elétrico.

Do outro lado, as pífias campanhas dos times gaúchos, com o Grêmio patinando feio e com o Colorado, ambos de técnicos recem chegados e que ainda não conseguiram dar padrão de jogo às equipes. O Grêmio, aliás, precisa tomar muito cuidado, porque a desvantagem cresce a cada rodada. Não menso drástica e preocupante a campanha do São Paulo, que não consegue repetir a escalação em duas rodadas seguidas, mais por opção de seu técnico do que propriamnente por outras razões. O tricolor paulista ressente-se de uma zaga que tem dificuldades no passe de bola, comprometendo tambem o goleiro Volpi, que tambem erra com frequencia. Mas não acredito que a situação do São Paulo, na parte de baixo da tabela,perdure por longo tempo.

A segunda divisão tambem mostra curiosidades e novidades, com os três maiores amargando posições indesejadas, A boa surpresa fica com o Nautico, de Recife, invicto até agora e marchando animado na liderança, já duradoura. Dos grandes, o Vasco é que tem a melhor campanha, com o Cruzeiro desolado, a caminho da terceira divisão.

Cedo ainda para prognosticar vencedores e perdedores, mas tarde para percber que o futebol brasileiro está no fundo do poço e deverá amargar desilusões profundas em competições internacionais nos próximos meses e anos.

 

Luciano Verra